Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"O sábio basta-se a si mesmo"

Domingo, 09.06.24

"O sábio basta-se a si mesmo" dizia Séneca. Contudo é preciso interpretar correctamente a frase. Esta não significa que o sábio se isola do mundo que o rodeia ou aos limites do seu corpo. Na verdade o alcance deste pensamento é o seguinte: o sábio basta-se a si mesmo para viver uma vida feliz, não simplesmente para viver, na medida em que para viver carece de muita coisa, mas para ter uma vida feliz, basta-lhe ter um espírito são, elevado e indiferente à sorte. Crisipo também apresente a sua análise a esta frase. Dizia ele que o sábio não carece de nada embora precise de muitas coisas: " o insensato, pelo contrário, não precisa de nada (precisamente porque não sabe o uso correcto de nada), no entanto carece de tudo". Carecer implica ter necessidade, ser sábio implica não ter necessidade de nada. Precisamente por isso, embora se baste a si próprio, o sábio precisa de ter amigos, mas não para ter uma vida feliz, pois é capaz de ter uma vida feliz mesmo sem amigos.

Créditos - adaptado de Séneca

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Folhasdeluar às 07:43


2 comentários

De cheia a 09.06.2024 às 21:01

Ser sábio é, sempre, preferível a não o ser.

Um abraço.

De Folhasdeluar a 17.06.2024 às 12:48

Sábio é uma forma de dizer....:))abraço

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2024

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30