Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Do medo da morte

Quarta-feira, 27.03.24

Nenhum mal é verdadeiramente grande quando é o último. A morte seria de facto temível se estivesse sempre contigo. Ninguém pode obter uma vida segura se continuamente pensar em prolongá-la, se considerar entre os bens mais preciosos um grande número de anos. Muitos são os que se agarram à vida como pessoas arrastadas pela corrente, que jogam a mão aos cardos e aos rochedos! Muitos há que andam miseravelmente à deriva entre o medo da morte e os tormentos da vida, sem querer viver nem saber morrer.

Se queres uma vida agradável, deixa de preocupar-te com ela!

Nenhum objecto dá bem estar ao seu possuidor senão quando este está preparado para ficar sem ele. Anima-te, pois, e ganha coragem contra aquilo que é inevitável mesmo aos mais poderosos.

Créditos - Séneca - Cartas a Lucílio

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Folhasdeluar às 07:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Março 2024

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31